Capela de Santo António

Capela de Santo António

Goa [Velha Goa], Goa, Índia

Arquitetura religiosa

A Capela de Santo António localiza ‑se no Monte Santo da desaparecida cidade de Goa. Foi o segundo edifício religioso a ali ser construído, em data incerta, entre 1537 e 1572. No entanto, a intenção de se edificar neste local uma capela dedicada a Santo António é já mencionada por Gaspar Correia, ligando‑a a uma promessa de Antão Nogueira após a conquista da cidade, em 1510. Embora a informação seja escassa, sabe‑se que a capela sofreu várias remodelações, resultando numa arquitetura bem distinta da vizinha Capela de Nossa Senhora do Rosário. A edificação original pode ter sido uma pequena ermida circular com entrada voltada a nascente. Em 1606, a Capela de Santo António foi entregue à administração dos agostinhos, que à data construíam uma grandiosa igreja no seu Convento de Nossa Senhora da Graça, situado num terreno contíguo a sudeste. Entre esta data e 1635, a capela sofreu uma profunda renovação. Aparentemente, metade da estrutura circular foi integrada na fachada principal de uma nova capela retangular, o que resultou da reorientação da capela, ficando o novo altar‑mor localizado no lado poente da nave. Assim se explica o inesperado frontispício convexo. Já o espaço interior foi certamente influenciado pela Igreja de Nossa Senhora da Graça, através da simulação de uma arquitetura de maior dimensão e complexidade, que esta construção não poderia ter: as falsas capelas laterais (de que só existe o arco de abertura) e as janelas de tribuna (com balaustradas em trompe‑l’oeil), assim como os motivos decorativos dos alçados interiores, evocam o interior da igreja agostinha. Por volta de 1680 ocorreu nova alteração, desta feita na capela‑mor, tendo‑se construído uma abóbada de arestas com penetrações, profusamente decorada. Este tipo de abóbada tinha sido empregue pelos jesuítas na reconstrução da sacristia da Igreja do Bom Jesus (de 1652) e, a partir dessa altura, disseminou‑se pela arquitetura religiosa em Goa. Para além do altar‑mor e do púlpito, o interior da Capela de Santo António apresenta‑se bastante despojado em termos de equipamento religioso. Também o pigmento azul recentemente aplicado aos motivos decorativos em relevo contribui para uma atmosfera única, comparativamente com outras igrejas de Velha Goa. Aqui se instituiu em 1679 a Confraria de Santo António. Fechada por altura da extinção das ordens religiosas, em 1835, o culto foi retomado em 1894. Em 1961 foi restaurada a cobertura da nave da capela. Posteriormente, a Capela de Santo António ficou integrada numa instituição de educação católica, que construiu um edifício de três pisos anexo à capela.

Loading…