Igreja de Santa Maria (Valiyappaly)

Igreja de Santa Maria (Valiyappaly)

Kottayam, Kerala, Índia

Arquitetura religiosa

Pertencendo à antiga comunidade de cristãos knayan, a Igreja de Santa Maria de Valiyapally é, sem dúvida, a mais antiga igreja de influência portuguesa construída no interior do território do Kerala. A data da sua inauguração, no ano de 1550, encontra‐se registada nos antigos cânticos de fundação, correspondendo à instalação no reino de Vadakkumkur da comunidade knayan, oriunda da região de Cranganor, de onde emigra para aqui. A preservação desta igreja na sua traça original relaciona‐se com o carácter sagrado de que se revestem duas cruzes em granito, com inscrições em pahalavi, da época sassânida, trazidas da antiga igreja de Cranganor pela comunidade knayan. Remontáveis ao século VIII, estas duas antiquíssimas cruzes encontram‐se hoje colocadas nos retábulos dos altares laterais de Santa Maria de Valiyapally. De pequenas proporções, o edifício caracteriza‐se por uma fachada muito simples, na tradição das primeiras igrejas tardo‐manuelinas construídas pelos portugueses no seu primeiro período de instalação no Oriente. Nesta linha estética, a fachada apresenta um remate triangular com óculo simples sobre a entrada e torre sineira adossada ao seu lado sul. No interior, a estrutura do telhado, embora restaurada, mantém as primitivas traves horizontais de reforço da estrutura, decoradas em talha e apoiadas em cachorros de madeira em forma de leões e elefantes. Preservado na sua forma primitiva, o altar‐mor apresenta uma rara cobertura de grande refinamento: um teto em madeira de estrutura engradada, de tradição hindu, com aplicação de pequenos querubins. Digno de nota é ainda o portal de entrada, com moldura em granito, rematada por arco de volta perfeita de inspiração clássica, decorado com elefantes e animais exóticos. O retábulo do altar‐mor, dedicado a Nossa Senhora, é de notabilíssima qualidade. Na sua composição renascentista, a delicadeza de pormenorização acusa uma manufatura portuguesa dos inícios do século XVII. O exterior da igreja de Valiyapally apresenta ainda um particular interesse, conferido pela presença de uma galeria que corre ao longo da fachada lateral, junto da torre sineira. Este espaço, ainda semifechado, corresponde a uma primeira fase de formação da tipologia de varanda. Acompanhando a fachada sul, esta galeria caracteriza‐se por um desenho com uma sequência de janelas avarandadas, em arco redondo e com balaústres de madeira. Nas suas funções de arejamento e proteção solar, esta galeria encontra‐se numa fase de transição para as galerias abertas, em varandas de colunas, que veremos divulgar‐se no século seguinte. A casa paroquial, de belas proporções, constitui um exemplo particularmente interessante desta tipologia de edifício. Com um programa de dois andares, onde a fachada se abre em varanda de colunas sobre arcos de volta perfeita, o edifício exibe um raro e pitoresco passadiço de ligação à tribuna do interior da igreja.

Loading…