Capela de Nossa Senhora do Desterro

Capela de Nossa Senhora do Desterro

Cruz do Espírito Santo, Paraíba, Brasil

Arquitetura religiosa

A capela situa‐se sobre uma elevação, de forma que é visível a partir do Rio Paraíba, distante 500 metros, e do Engenho Santana, na margem oposta. Seu único registo identificado é de 1910, quando aparece sem vínculo com outra propriedade - indício de que possuiu património próprio. Ela é o segundo exemplar paraibano com alpendre (Santa Rita, Capela de Nossa Senhora do Socorro), e apresenta outros elementos usuais nas capelas dos séculos XVII e XVIII: janelas frontais no rés‐do‐chão e duas sacristias ligadas à capela‐mor por arcos. Contudo, é possível que seja mais recente, com elementos arcaizantes. Como demonstraram Saia e Azevedo, o alpendre permitia que mais pessoas pudessem assistir à missa e, simultaneamente, as hierarquizava espacialmente. As sacristias abertas, reservadas aos mais poderosos e suas famílias, tinham funções semelhantes. Sem proteção legal e com pouco uso, a capela teve o alpendre demolido na década de 1990. Foi reconstruído em 1998, por iniciativa particular.

Loading…