Igreja

Igreja

Santa Cruz de Bambolim, Goa, Índia

Arquitetura religiosa

Santa Cruz (a aldeia de Calapur, como foi designada até pelo menos ao século XVII) foi entregue aos dominicanos na distribuição das paróquias das Ilhas pelo clero secular europeu, juntamente com Taleigão, Siridão e Morombim‐o‐Grande (Capela de Santa Bárbara, hoje dependente da paróquia das Mercês). A igreja, construída entre as décadas de 1540 e 1560, foi, como sucedeu a todas as igrejas das Ilhas, aperfeiçoada no final do século XVI, e provavelmente dotada de abóbada de canhão na capela‐mor, decoração do arco triunfal, coro alto, portas, torre, etc. Em 1710 os dominicanos remodelaram profundamente a igreja. Manteve‐se a torre adjacente, característica da arquitetura inicial das Ilhas, mas foi construída uma fachada mais moderna, de ordens sobrepostas e coroamento derivado do Bom Jesus de Velha Goa, e redecorou‐se a torre. Também são de 1710 a capela‐mor e a sacristia, ambas com abóbadas de arestas com penetrações. A sacristia apresenta nichos semicirculares nas paredes laterais e uma decoração de estuque bastante significativa. Situado do outro lado da rua que corre em frente da igreja, está o cemitério, datado do século XIX, uma exce‐ ção em Goa pela sua implantação caracteristicamente urbana e não rural ou semirural: trata‐se de um períme‐ tro retangular murado, de composição simétrica, com pequenos torreões nos cantos. A entrada principal abre axialmente face à porta principal da igreja.

Loading…