Igreja Matriz de Santana

Igreja Matriz de Santana

Óbidos, Pará, Brasil

Arquitetura religiosa

Sabe‐se que, em 1786, o engenheiro João Vasco Manuel de Braum "escolheu o sítio apropriado e riscou a planta" para a nova igreja que se devia erigir na vila de Óbidos, posto que ele mesmo o afirma no seu roteiro corográfico na altura em que por ali passou com o governador Martinho de Sousa e Albuquerque. No entanto, não é possível confirmar se a matriz que foi construída seguiu efetivamente o seu risco, dado que a sua afirmação também poderia ser relativa à igreja dos padres da Piedade. Os trabalhos de construção da Matriz foram muito lentos e várias vezes interrompidos por uma série de incidentes. A igreja foi inaugurada em 1827. Trata‐se de um templo razoavelmente grande mas muito despojado. Duas torres ladeiam o corpo central, que é encimado por um frontão triangular que denuncia a empena do telhado. O interior tem nave única com capela-mor retangular, ladeada pela sacristia e por um salão. Não há corredores, e na continuidade das torres abrigam-se salas de serviço com portas para o exterior.

Loading…