Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário

Penedo, Alagoas, Brasil

Arquitetura religiosa

Destacando‐se por suas dimensões avantajadas em relação à escala da cidade, a Igreja Matriz é também conhecida como Catedral de Penedo. Os arredores do local onde está situada, sobre um planalto às margens do Rio São Francisco, foram marcados pela ocupação anterior de uma capela dedicada a Santo António, erguida por iniciativa de Cristóvão da Rocha no início do século XVII, e do Forte Maurício, edificação holandesa de 1637. Em 1670, ocorreu a mudança do orago de Santo António para Nossa Senhora do Rosário, consagrando a paróquia da Vila de Penedo como dedicada à Virgem. O início de sua construção se deu a partir da capela‐mor no ano de 1690 e as obras se arrastaram por séculos. Um dos sinos que compõem seu campanário apresenta uma inscrição indicando que "José Domingos da Costa o fez em Lisboa no ano de 1805". Em 1815 a fachada original foi reformada e o antigo frontispício foi substituído pelo atual, sendo o volume arquitetónico da igreja definido em 1850, com o término da construção das torres. O arco do cruzeiro foi alargado e oito altares foram instalados nas naves laterais durante o período de 1898 a 1905. Devido à criação do novo bispado de São Francisco, em 1915, o edifício passou por outras intervenções, com a instalação de material trazido do Rio de Janeiro como púlpito, forro e pia batismal. Atualmente a Catedral de Nossa Senhora do Rosário, cujo partido de planta segue o padrão espacial das igrejas matrizes mineiras, constitui uma das mais expressivas referências populares da paisagem penedense.

Loading…