Kambambe [Cambambe]

Lat: -9.742393995546300, Long: 14.486768996640000

Kambambe [Cambambe]

Kwanza, Angola

Enquadramento Histórico e Urbanismo

Cambambe (Massangano e Muxima) era nome de "um soba e fidalgo em cujas terras e senhorio" foi construída a fortaleza, num local onde o Rio Kwanza atravessa uma estreita passagem entre rochas, impedindo a navegação. A suposta existência de minas de prata atraiu ao local alguns aventureiros e fez nascer um pequeno aglomerado junto da primeira muralha e do fosso, datado do início do século XVII (1604). Cerveira Pereira esteve associado à sua construção e à da igreja, bem como Baltazar Rebelo de Aragão, que elegeram este sítio estratégico para vigilância das províncias do Mosseque, Gando, Quiçama e Libolo. Nos anos seguintes a sua função foi sobretudo militar, não tendo atingido a importância de Massangano. Em 1846 erguiam‐se na vila cerca de quinhentas casas, mas só quatro eram de pedra e cal. O mercado foi criado em 1852 e para sua defesa contava com um Corpo de Empacasseiros, sendo a vila habitada por soldados, oficiais e famílias civis. Pouco salubre, Cambambe teve moradores até meados do século XIX, quando foi abandonada e as autoridades transferidas para o Dondo, juntamente com parte da população e as atividades mercantis. Apenas em meados do século XX, enquanto a Barragem de Cambambe foi construída, se ergueu na proximidade da antiga povoação um bairro, para o pessoal que trabalhou na barragem durante vários anos. Num conjunto de edificações bastante arruinado, são perceptíveis a igreja, o forte, os paços do concelho, o aquartelamento, a feitoria real, a residência do chefe, o açougue, algumas casas de comércio e o cemitério murado. Na margem do rio, são visíveis as ruínas do porto fluvial.

Arquitetura militar

Arquitetura religiosa

Equipamentos e infraestruturas

Loading…