Igreja da Ordem Terceira do Carmo

Igreja da Ordem Terceira do Carmo

São Cristóvão, Sergipe, Brasil

Arquitetura religiosa

Edificada ao lado esquerdo do conjunto monástico dos carmelitas, esta igreja foi fundada no dia 16 de julho de 1739, segundo regista uma inscrição em sua fachada. Há sobre a verga da portada a data de 1743, certamente referente à sua conclusão. A igreja, de nave única, está engastada entre duas alas da casa dos irmãos terceiros, compondo com esta um harmonioso conjunto. Sua fachada tem uma composição simples, com o corpo delimitado pelos cunhais e cimalha reta, contendo uma só porta e duas janelas do coro, arrematado por frontão de acentuada verticalidade e movimento. Esta fachada é valorizada pelos elementos em cantaria de pedra calcária, com repertório decorativo que explora as volutas, concheados e flores. A cantaria foi especialmente utilizada para marcar o eixo central da fachada, dando uma solução de continuidade entre a portada e o nicho, situado entre as duas janelas do coro. Internamente, têm destaque os seis altares alinhados abaixo das tribunas, os quais exibem composições e repertórios decorativos distintos e expõem a talha de madeira sem pintura ou douramento. Na capela‐mor, de pouca profundidade, o altar em talha dourada e policromada assenta sobre uma base em cantaria. Ao lado desta igreja há um pequeno claustro pertencente à Irmandade dos Irmãos Terceiros, delimitado pela igreja conventual dos carmelitas. Germain Bazin, observando os motivos decorativos da igreja e do claustro, considera que ambos foram edificados na mesma época.

Loading…