Torre de Arnala

Torre de Arnala

Arnala [Ilha das Vacas/Agashi/Agaçaim], Maharashtra, Índia

Arquitetura militar

A Ilha de Arnalla, conhecida no período português como Ilha das Vacas, localiza‑se a um quilómetro da costa, perto da povoação de Agaçaim, na embocadura do Rio Vaitarna ou Dantorá e a norte do cassabé de Baçaim. O forte marata, edificado a partir de 1737, é a principal atração da ilha. Contudo, a algumas dezenas de metros a sul do seu perímetro estão as ruínas de uma torre portuguesa. Essa pequena torre circular constitui um dos últimos exemplos de uma tipologia de estrutura militar bastante difundida na Província do Norte do Estado da Índia. Existiam dezenas de torres idênticas espalhadas por lugares estratégicos da costa, com a função principal de a defender de ataques de piratas. Poderiam ter um, dois ou três pisos, montando algumas peças ligeiras de artilharia. Para além desta função, constituíam marcos de apoio à navegação. Uma das torres mais célebres situava‑se na Ilha de Elephanta, na baía de Bombaim. Erguendo uma bandeira, a guarnição alertava as embarcações para a presença de piratas nas proximidades. Tal como a de Elephanta, a Torre da Ilha das Vacas foi edificada pelo respectivo senhorio. Este modelo de torre circular de atalaia costeira terá tido origem na Córsega, onde as populações estavam permanentemente sob a ameaça de corsários árabes. A partir daí, floresceram um pouco por todo o litoral meridional ibérico. Os ingleses adotaram‑no após as guerras napoleónicas, designando‑as por torres Martello. Foi sob essa designação que em finais do século XIX referenciaram os vestígios de uma dezena de torres portuguesas no território da antiga Província do Norte.

Sidh Losa Mendiratta

Loading…