Antiga Intendência e Casa de Fundição (Museu do Ouro)

Antiga Intendência e Casa de Fundição (Museu do Ouro)

Sabará, Minas Gerais, Brasil

Equipamentos e infraestruturas

Em cada uma das quatro comarcas de Minas Gerais havia uma Casa de Intendência, também chamada Casa de Fundição, pois era ali que se recolhia o ouro, que era pesado, "quintado" (ou seja, retirava‐se a quinta parte devida à coroa) e fundido em barras marcadas com o selo real. Há informação de que o edifício da Intendência e Casa de Fundição de Sabará tenha sido construído por volta de 1720, pelo mestre‐de‐campo Faustino Rebelo Perdigão. Trata‐se de um sobrado de adobe e taipa, caiado de branco e com esquadrias e pilares pintados de azul. No nível térreo, onde o ouro era fundido e armazenado, o piso é revestido de seixos rolados de rio, seguindo uma "antiga tradição portuguesa de origem mediterrânea e árabe". No pavimento superior, residiam o intendente e sua família. O teto do salão nobre é decorado com uma interessante pintura alegórica representando os quatro continentes. A Intendência de Sabará funcionou de 1735 a 1833; depois de extinto o órgão, o edifício foi vendido em hasta pública e transformado em colégio. Em 1940, pertencia à Companhia Siderúrgica Belgo‐Mineira, que o doou ao governo federal. No ano seguinte, o SPHAN restaurou o edifício para nele instalar o Museu do Ouro, inaugurado em 1945.

Cláudia Damasceno Fonseca

Loading…