Câmara Municipal

Câmara Municipal

Mapusa [Mapuçá], Goa, Índia

Equipamentos e infraestruturas

Implantado a meia encosta, o edifício da Câmara Municipal de Bardez situa‐se numa área de bifurcação de ruas, mesmo no centro da cidade de Mapuçá. Nele sempre funcionou também a Biblioteca Municipal. A construção iniciou‐se no final do ano de 1850, no local onde já anteriormente se erguiam a Câmara Municipal e a Câmara Agrária de Bardez. Em 1878, José Nicolau da Fonseca referiu‐o como sendo o melhor edifício da cidade. Trata‐se de uma construção maciça, com uma imagem modesta, onde os vãos marcam o ritmo. Tem uma planta retangular com anexos do lado sul e do lado nascente. Organiza‐se em dois pisos, com uma entrada central que funciona como eixo de simetria da planta e da fachada do edifício. Nos primeiros anos da década de 1940 teve obras de recuperação no interior, e as traseiras foram reconstruídas. A fachada principal também sofreu alterações, não se sabe se na mesma época. No rés‐do‐chão, os parapeitos das duas janelas que ladeiam a entrada foram subidos; no primeiro piso, as sacadas que tinham um gradeamento passaram a ter um varandim em betão, e foi‐lhe colocada uma pala na parte superior. É o edifício municipal mais antigo do território goês. Ele e a antiga Câmara Municipal das Ilhas, em Pangim, eram, dentro das câmaras municipais existentes, os edifícios que mais se relacionavam com as construções deste tipo em Portugal. O edifício de Bardez destaca‐se dos seus congéneres pela linguagem, de clara influência da arquitetura doméstica portuguesa, e pela sua situação urbana, uma vez que não organiza nenhum espaço, nem se situa num espaço urbano franco, numa praça ou num jardim. Porém, a sua presença no ponto de inflexão da rua marca a imagem do arruamento, que se tornou o mais importante eixo de expansão da cidade.

Loading…