Farol do Porto

Farol do Porto

Díli, Díli, Timor

Equipamentos e infraestruturas

A construção do farol do porto de Díli foi iniciada, em 1889, durante o governo de Rafael Jácome Lopes de Andrade [1888-1890]. Com efeito, o Boletim da Província de Macau e Timor, de 18 de julho de 1889, publicava o relatório do governo de Timor onde se fazia referência ao andamento das obras do farol. O novo farol, com cerca de 18 metros de altura acima do nível do mar, foi erguido com o objetivo de substituir a velha estrutura, que já ameaçava ruína, de apenas 7 metros e cuja luz emitida se confundia com a iluminação da cidade. As duas estruturas são documentadas, em simultâneo, em elementos cartográficos de 1892 e de 1893.

A data de construção do farol antigo é desconhecida. No entanto, datam do governo de José Manuel Pereira de Almeida [1863-1864] referências a estudos para a construção de um farol com base de pedra, planta quadrangular, 3,75 m de altura e terraço na parte superior onde assentaria uma estrutura cilíndrica para suportar o candeeiro. O farol novo terá sido alvo de obras de reconstrução e melhoramento em dois momentos: em 1932 e entre 1948-1949, depois do período de ocupação japonesa. Atualmente, o farol consiste num esqueleto metálico que assenta sobre uma base (piso térreo) circular de alvenaria. Numa fotografia de 1938, podemos observar o farol já com estas caraterísticas. Junto ao farol, desenvolveu-se o designado Bairro do Farol, uma zona residencial para europeus tal como ficou estabelecido no Plano Geral de Urbanização de Díli de 1951.

Isabel Boavida

Loading…