Forte

Forte

Larak [Laraque], Golfo Pérsico | Mar Vermelho, Irão

Arquitetura militar

A Ilha de Larak era um dos pontos que, em ligação com Qeshm, ajudavam a controlar a navegação que circulava no estreito e entrava no Golfo Pérsico e, no conjunto, tinha Ormuz como o grande centro político e comercial. Além destas funções defensivas, a pequena ilha, em conjugação ainda com a de Qeshm, era um dos pontos de abastecimento da grande cidade de Ormuz, cuja carência de água era crónica e um problema permanente sempre por resolver. Foi esta a razão que levou os portugueses, provavelmente nos finais do ano de 1550, a construir na ilha um pequeno forte.
Construído, segundo parece, de uma só empreitada, este pequeno forte segue as regras construtivas dos fortes da Renascença e da região, o que permite sugerir o nome de Inofre de Carvalho como responsável pelo projeto. O forte, situado perto da praia, apresenta um plano quadrangular, com quatro bastiões, também quadrangulares, onde as casamatas estavam dispostas em dois andares apresentando um caminho de ronda praticamente ao nível do telhado destas estruturas. No centro teria existido uma cisterna, mas, como todo o espaço foi alterado, é muito provável que tenha sido atulhada, pelo que é impossível comprovar tal hipótese. Ainda hoje, através das imagens de satélite, o forte é perfeitamente visível, percebendose todas as estruturas referidas. Se quanto à forma primitiva a estrutura mantém as suas características, não é seguro avançar uma opinião na avaliação do estado de conservação das muralhas e bastiões.

Loading…