Igreja de Santa Cruz

Igreja de Santa Cruz

Verna, Goa, Índia

Arquitetura religiosa

A região de Verna localiza‐se na transição das regiões de Mormugão, a norte, e de Salsete, a sul, junto da principal estrada que atravessa todo o território de Goa no sentido norte/sul. Geograficamente, caracteriza‐se por várzeas, floresta e palmares. Verna tornou‐se uma importante vila pela localização estratégia, reforçada pela estação de caminho‐de‐ferro. A igreja de Verna que veio até nós, a terceira nesta localidade, foi inaugurada pelos jesuítas no ano de 1612. Trata‐se de um edifício particularmente interessante no quadro da arquitetura religiosa católica em Goa porque, excepcionalmente, a igreja sobreviveu com o seu contexto edificado completo. A igreja tem a fachada virada a norte, uma torre recuada na sua frente nascente e um bloco retangular do tipo de um colégio situado à ilharga poente, articulado por um claustro, uma das galerias do qual corre ao lado da igreja. A fachada do "colégio" mantém a cércea original, as portas, as janelas e até a portaria com o respectivo pórtico. O claustro também está bem preservado. A igreja, de nave única coberta de telhado e capela‐mor com abóbada de canhão, tem uma fachada do tipo do Bom Jesus de Velha Goa, comum em Salcete mas dividida em três ordens, o que é mais raro. A localização da igreja levanta uma questão ainda sem resposta. Situa‐se de lado numa encosta, virada a norte. Ou o terreno foi radicalmente mexido desde o século XVII ou não se vê que tenha havido especial preocupação com a orientação da fachada para espaço aberto, como sucede quase por sistema em Goa. Pelo contrário, a localização parece inábil - e é estranhamente parecida, aliás, com a da igreja de Nuvém, meia dúzia de quilómetros para sul. A crónica de Francisco de Sousa conta que a primeira igreja de Verna foi fundada em 1568, no local de um templo da deusa Santeri, localizado num alto. Depois, a igreja teria sido transferida para o sítio do cemitério hindu - tradicionalmente localizado em lugares elevados. A terceira igreja, aquela que hoje vemos, foi construída a "cem passos" deste lugar. Hoje existe um cemitério católico na encosta sobre a igreja, da qual está separado pela estrada para Margão (tal como sucede, mais uma vez, em Nuvém). Este cemitério foi feito na atualidade, mas ocupará o lugar do antigo cemitério hindu e da igreja quinhentista - que estaria virada a poente e à várzea, assente a meia-encosta.

Loading…