Igreja

Igreja

Reis Magos, Goa, Índia

Arquitetura religiosa

A Igreja dos Reis Magos foi a primeira construída pelos franciscanos em Bardez, no ano de 1555. Não se sabe que traços materiais restam do edifício dessa época. O que hoje se pode ver é uma igreja com fachada de cinco tramos e torres arrancando da cimalha, de feição setecentista, provavelmente resultante em grande medida de obras de remodelação conduzidas após 1771. Tipologicamente, é uma igreja de nave única, coberta de telhado e com falso transepto. A cabeceira, constituída por uma capela‐mor coberta de abóbada de canhão e um longo camarim do Santíssimo colocado por detrás do altar, é, como a fachada, certamente posterior à nave, porque foi construída interrompendo o falso transepto. A igreja e os edifícios anexos desempenharam um papel muito importante na geografia política e cerimonial de Goa, porque era nos Reis Magos que desembarcavam os vice‐reis chegados de Portugal, aguardando ocasião de dar entrada solene em Velha Goa. Também era na igreja que se sepultavam os vice‐reis falecidos na Índia (há sepulcros de três, entre 1581 e 1619), constituindo os Reis Magos uma espécie de porta simbólica do Estado. Funcionou ali uma escola de catecúmenos e talvez um colégio ou seminário de órfãos. A igreja e os restos de antigos edifícios anexos situam‐se contra uma pendente abrupta, no alto da qual está o Forte dos Reis Magos, cuja designação é provável que derive da existência prévia da igreja. Dá acesso à fachada da igreja uma larga e alta escadaria, cujas guardas incorporam peças escultóricas de tipo hindu. O camarim adapta o modelo provavelmente introduzido pelos franciscanos nas suas igrejas mais importantes da Índia, nomeadamente a de Baçaim e a de Goa, no início do século XVII ou talvez até ligeiramente antes. Todavia, devido à peculiar topografia do sítio dos Reis Magos, o tabernáculo e o camarim ficam naturalmente a uma cota ligeiramente mais alta que o altar e abrem para a nave através de um arco. O camarim é um espaço alongado como um corredor, iluminado lateralmente a partir do sul. A Reitoria dos Reis Magos teve a primeira Confraria do Santíssimo Sacramento criada em Bardez no século XVII, e o camarim deve portanto corresponder a uma remodelação da igreja ocorrida na segunda metade desse século.

Loading…