Igreja de Santo Aleixo

Igreja de Santo Aleixo

Calangute, Goa, Índia

Arquitetura religiosa

A igreja original da Reitoria franciscana foi construída em 1595. Entre 1741 e 1765 teve lugar a profunda modernização que deu à Igreja de Santo Aleixo a forma atual: em 1765 foi construída uma fachada principal cupoliforme, mantendo embora o tipo de três portas característico dos franciscanos, acrescentado de portas cegas nos tramos das torres. Tipologicamente, a igreja manteve a nave única com falso transepto, coberta de telhado, coro alto sobre a porta. A obra setecentista traduz‑se em alçados laterais articulados por uma ordem de pilastras toscana e dois andares de nichos semicirculares onde se abrem janelas, sendo os de baixo concheados. A capela‑mor, também com nichos concheados, tem uma audaciosa abóbada de arestas de penetrações, de expressão gótica, erguida em 1916, talvez em substituição da abóbada original, de canhão com caixotões, que teria sido mantida na remodelação setecentista. A fachada principal cupoliforme vira‑se a nascente, ao antigo caminho vindo de Saligão, hoje uma estrada, e a uma vasta extensão de várzea, até 2008 intocada pela construção frenética que fez desaparecer quase toda a antiga aldeia de Calangute, situada a poente, entre a igreja e a praia. O complexo paroquial articulado por pátio arqueado mantém‑se em bom estado, encostado ao flanco norte da igreja. O cemitério coberto, localizado a sul, em esquadria relativamente à fachada principal da igreja, encerra desse lado o terreiro ainda intacto.

Loading…