Casa de Câmara e Cadeia

Casa de Câmara e Cadeia

Goiás, Vila Boa de Goiás, Goiás, Brasil

Equipamentos e infraestruturas

Edificada em 1761, a Casa de Câmara e Cadeia teve seu projeto oriundo da Metrópole. Destaca‐se dos demais edifícios da capitania pelo seu porte monumental e por apresentar características notavelmente eruditas. No Largo do Chafariz, onde a edificação foi implantada, também se localizavam o pelourinho e o Quartel do XX. Anos mais tarde viria a sediar também o Chafariz da Boa Morte, compondo o espaço de poder do núcleo de Vila Boa. A cobertura do edifício assobradado é um telhado de quatro águas, coberto em telhas cerâmicas e com generosos beirais encachorrados que protegem as paredes de taipa de pilão. A fachada voltada para o largo é simétrica, apresentando janelas gradeadas nas enxovias e grande porta central no térreo, de sobreverga reta. No pavimento superior, janelas de balcão entalado, com sobreverga reta, semelhante à da porta central térrea. O arremate se dá com a pequena torre do sino de correr, no eixo da fachada. No pavimento térreo funcionava a cadeia, com celas acessadas por escada retrátil e alçapão, devidamente revestidas por pranchas de madeira. No pavimento superior, salas para o funcionamento da câmara. A Casa de Câmara e Cadeia, considerada a maior da capitania, passou por obras de conservação e restauro, de forma a adaptar a edificação ao uso atual - museu desde 1950. A última obra realizada no atual Museu das Bandeiras foi no início do século XXI, tendo sido contemplado pelo Programa Monumenta do Ministério da Cultura do Brasil.

Nádia Mendes de Moura

Loading…