Forte de São João da Bertioga ou de São Tiago

Forte de São João da Bertioga ou de São Tiago

Santos, São Paulo, Brasil

Arquitetura militar

O Forte denominado de São João ou São Tiago, em função do orago da vila anexa, situa‐se no extremo oposto da Fortaleza da Barra Grande (Guarujá), protegendo o acesso do canal do "Rio Bertioga". Foi concluído em 1560, na época do conflito entre portugueses e tamoios, conversão dos maramomis e expulsão dos franceses do Rio de Janeiro (1565‐67), que transformaram a área em palco de conflitos incessantes. Ao que tudo indica, tratava‐se de um "baluarte de pedra" com guaritas angulares direcionadas para as águas, semelhante ao forte que ainda hoje marca a paisagem do canal. O sistema de defesa das imediações de Santos, datado do século XVI, envolveu os Fortes de São Tiago e São Felipe, na Bertioga, a Fortaleza de Santo Amaro (Guarujá) a Bateria de Vera Cruz, no canal da Barra Grande, e o reduto da "Praça" ou da Vila de Santos, atrás do colégio dos jesuítas. O sistema permaneceu quase inalterado no século XVII. A descoberta do ouro em Minas pelos paulistas e o ataque dos espanhóis à Colónia do Sacramento, em 1735, levariam a coroa a reforçar as defesas militares das capitanias do sul no decorrer do século XVIII.

Beatriz Piccolotto Siqueira Bueno

Loading…