Convento de São Francisco

Convento de São Francisco

Serinhaém, Pernambuco, Brasil

Arquitetura religiosa

O convento franciscano de Serinhaém foi fundado em 1630, às vésperas da invasão holandesa da região, e só foi efetivamente construído a partir dos anos de 1650. O edifício não parece ter sofrido alterações posteriores significativas, com excepção da fachada, que colapsou no século XIX, tendo sido reconstruída sem preocupações historicistas já no século seguinte. Da sua configuração original resta um dos três arcos e um fragmento da respectiva cornija, e a memória do frontão, que deve ter sido triangular, como na vizinha Ipojuca cujo modelo, de resto, foi seguido para as várias partes do convento: igreja de nave única com capela-mor retangular e coro alto sobre a porta; altares colaterais em madeira, sem expressão arquitectónica; claustro com arcaria no térreo e cobertura de madeira sobre colunas no primeiro andar. Ao contrário de muitos dos seus congéneres, o convento de Serinhaém nunca foi objeto de obras arquitetónicas ou decorativas que o procurassem monumentalizar, como aconteceu noutros conventos franciscanos da região. Como luxos decorativos, destacam‐se apenas um lavabo em pedra lioz na sacristia, e os azulejos, já do século XVIII, da nave da igreja. Assim, o claustro destaca‐se pelo seu despojamento, fiel ao ideal de pobreza adoptado pelos franciscanos daquela região em meados do século XVII. Digno de atenção é o extraordinário conjunto de azulejos (também setecentistas) que decora a portaria, único por representar episódios da vida de São Benedito, o preto.

Nuno Senos

Loading…