Igreja Matriz de Santo Amaro (Ipitanga)

Igreja Matriz de Santo Amaro (Ipitanga)

Lauro de Freitas, Bahia, Brasil

Arquitetura religiosa

O templo está situado, de lado, na cabeceira da praça principal, no ponto mais alto da cidade, que se desenvolve sobre uma colina. Do lado esquerdo da igreja está a praça e do direito, o cemitério murado. Apresenta planta de nave única, com galerias laterais que se abrem para o exterior, superpostas por tribunas. São escassos os dados históricos deste monumento. Germain Bazin, com base ao tipo de portada, admite que ele seja do terceiro terço do século XVII. Em 1759, José António Caldas afirma existirem na freguesia 622 fogos e 4.722 almas. Outras matrizes do Recôncavo apresentam a mesma tipologia, como as igrejas de São Bartolomeu de Maragogipe e Nossa Senhora do Monte do Recôncavo, ambas do final do século XVII. Este tipo de igreja teria dado origem às igrejas de corredores laterais que se difundiram no século seguinte em matrizes e igrejas de irmandade. Um elemento interessante de sua planta é a presença de duas capelas laterais simétricas, resíduo do falso transepto das igrejas jesuíticas luso‐brasileiras. Os painéis de azulejos da nave e capela‐mor são dos mais extensos existentes na arquitetura luso‐brasileira e datam de 1740/50.

Paulo Ormindo de Azevedo

Loading…