Igreja de São Francisco e Convento de Santo António e Capela da Ordem Terceira

Igreja de São Francisco e Convento de Santo António e Capela da Ordem Terceira

João Pessoa, Paraíba, Brasil

Arquitetura religiosa

O convento mais setentrional da província francis‐ cana de Santo António do Brasil foi fundado em 1589, mas o edifício que hoje se visita (e que aloja um museu) é produto de uma série de sucessivas campanhas construtivas. É possível que os restos de um altar de pedra hoje guardados no convento sejam anteriores à ocupação holandesa, mas o essencial da igreja deve datar já da segunda metade do século XVII. A sua porta principal, profusamente esculpida, é o mais interessante elemento que subsiste deste período. A Capela dos Terceiros foi iniciada em 1704 e, entre 1718 e 1734, uma nova campanha construiu e decorou o coro alto e abriu as duas portas laterais da fachada. Em meados do século, os terceiros fizeram construir a grande casa de oração adjacente à sua capela, e pela mesma altura foi construída a sacristia. Finalmente, datam já da segunda metade do século XVIII as obras que acrescentaram ao conjunto a sua faceta mais espectacular, o vasto átrio murado e decorado com azulejos representado episódios da Paixão de Cristo, pontuado por um enorme cruzeiro e conduzindo à animada fachada (que substituiu outra anterior), concluída em 1779. Com cinco arcos de pedra que dão acesso à galilé, acima dos quais se erguem três janelas ladeadas por dois conjuntos de grandes volutas, e finalmente encimados por um frontão de volutas com as armas da ordem ao centro, esta fachada condensa todo o debate arquitetónico que teve lugar na província no século e meio que a precede, e é uma das mais monumentais de todo o Brasil colonial. O programa decorativo do interior acompanha a promessa da fachada: azulejos nas paredes da nave, talha na grade e cadeiral do coro, altares e púlpito, e pintura no teto da capela‐mor e sobretudo no da nave, onde se encontra uma eloquente alegoria da presença franciscana nas quatro partes do mundo. A Capela dos Terceiros procurou seguir o modelo da sua congénere do Recife mas, com menos recursos, ficou incompleta. Na sacristia, os arcazes, datados de 1761, incorporam representações a óleo dos Doutores da Igreja e são completados por mais um teto pintado em perspectiva.

Loading…