Cine‐esplanada Flamingo

Cine‐esplanada Flamingo

Lobito [Lubito, Olupitu], Benguela, Angola

Equipamentos e infraestruturas

Empreendimento de 1963, com projeto de Francisco Castro Rodrigues (1920) e cálculo estrutural do engenheiro Bernardino Machado, localiza‐se na estreita faixa de terra do Lobito, entre o mangal e o mar. Compõe‐se de um recinto murado de forma retangular, com três lados em tijolo aparente e traçado orgânico. A fachada principal tem paredes e coberturas de desenho escultural, alternando entre formas planas, onduladas e poligonais, as primeiras revestidas a marmorite policroma. No interior deste recinto, uma estrutura de pilares e vigas de grande balanço em betão descofrado cobria com o seu revestimento de chapas de alumínio a entrada, a zona de distribuição e o espaço de plateia, com capacidade para 1.200 pessoas. Com exceção do desaparecimento da cobertura e das cadeiras, aparenta estar num estado de conservação que o torna ainda recuperável. À beira das águas, a sua imagem vive da elegante cobertura desenhada pela estrutura de betão aparente ("betão nu", no dizer de Castro Rodrigues), como que suspensa (dezasseis metros de vão), e tensionada por cabos metálicos.

Loading…