Igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões (Mercês de Baixo)

Igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões (Mercês de Baixo)

Ouro Preto, Vila Rica, Minas Gerais, Brasil

Arquitetura religiosa

A Irmandade de Nossa Senhora das Mercês existia desde 1743, na Matriz de Nossa Senhora da Conceição de António Dias. A primitiva Capela do Bom Jesus dos Perdões foi edificada no ano de 1742, pelo padre José Fernandes Leite, no alto de uma colina. Em 1770, ele concordou em ceder o edifício à Irmandade de Nossa Senhora das Mercês e Redenção dos Cativos, desde que fosse "sem prejuízo do culto às imagens do Senhor dos Perdões e da Senhora da Saúde". Datam desta época diversas reformas, inclusive a da capela‐mor, cujo pro‐ jeto foi encomendado em 1775 a António Francisco Lisboa, e as obras contratadas com Amaro José Nunes. No início do século XIX, as paredes de taipa foram reconstruídas em pedra, com cunhais e pilastras de cantaria, e mudou‐se a orientação do edifício. Nesta ocasião, foi construída uma única torre em taipa, do lado direito, para as necessidades do culto; a segunda torre surgiu somente na segunda metade do século. A estrutura da fachada é semelhante à de Nossa Senhora da Conceição de António Dias, mas em termos de planta a Igreja das Mercês se distingue da Matriz pela ausência dos corredores laterais à nave. O altar‐mor atual é simples, com arco duplo e tarja, e data de 1890. A igreja conserva um rico acervo de imaginária, com destaque para três peças atribuídas a Aleijadinho: São Pedro Nolasco (imagem de roca do altar‐mor), São Raimundo Nonato e um crucifixo.

Loading…