Mercado Novo

Mercado Novo

Madgaon [Margão], Goa, Índia

Equipamentos e infraestruturas

A construção dos edifícios do Mercado Novo que hoje existem deve ter sido iniciada por volta de 1906‐1907, possivelmente em duas fases distintas. É provável que a mudança do mercado para a zona sul de Margão estivesse prevista desde o início do século XX, dado que em 1902 as posturas municipais já definiam a zona a sul da estrada para Aquém até à linha‐férrea, como o Mercado D. Afonso. Porém não se sabe em que data o mercado terá começado a funcionar neste local, sendo certo que nunca substituiu completamente o mercado a norte da povoação e que os dois foram coexistindo, sendo distinguidos como "Mercado Velho" e "Mercado Novo". A primeira fase de construção corresponde aos dois edifícios mais próximos da Câmara Municipal. Estas construções em barra, de um piso, definem uma rua comercial onde as colunas roliças das galerias marcam a sua imagem. Estes eram os únicos edifícios do mercado construídos até 1911‐1913. A segunda fase, que corresponde ao quarteirão do Mercado Novo, estava em construção em 1914 e as obras terão terminado em 1916. Dois blocos de dois andares, com serviços no piso superior, definem a fachada principal do mercado e as suas entradas a partir da Rua Francisco Luís Gomes. Os restantes oito volumes têm um piso e situavam‐se no interior do quarteirão, organizando‐se de modo simétrico. Eram construções simples, com alguns cuidados relativamente ao clima. Nos volumes de dois pisos toda a atenção foi centrada nas zonas de entrada, marcadas pela utilização de elementos decorativos de base geométrica. Hoje todo o espaço exterior foi coberto, tornando o interior do quarteirão num labirinto de lojas, onde é difícil encontrar as construções primitivas.

Alice Santiago Faria

Loading…