Palácio do Governo

Palácio do Governo

Macau, Macau, China

Equipamentos e infraestruturas

Uma das construções neoclássicas mais imponen‐ tes de Macau é o Palácio do Governo. Foi construído na Praia Grande em 1859, sendo então propriedade do barão (depois visconde) do Cercal, Alexandrino António de Melo, que o arrendou ao governador José Maria Lobo d’Ávila em 8 de junho de 1873. Em 1881, o governo central aprovou a compra do edifício à viúva do visconde, entrando assim definitivamente na posse do Estado português.
Já antes existira um outro Palácio do Governo, mas a certa altura foi considerado demasiadamente modesto, quer para as necessidades funcionais da administração do território, quer mesmo como símbolo da autoridade. Há documentação que nos fornece importantes notícias acerca de obras que foram efetuadas. O procurador Luís Coelho ficou encarregue da sua construção em 1767, e a obra foi concluída em 1769. Nesse mesmo ano, a 4 de janeiro, foi feita a vistoria final, sendo as chaves entregues no Senado, a 4 de março, com o pagamento das últimas despesas.
O edifício atual é em forma de U, com dois corpos extremos salientes dotados de varandas e uma outra varanda ao longo de toda a frontaria antiga, plana. Ficou com maior dignidade, nomeadamente com a construção de outro corpo avançado na entrada, com acesso por uma escadaria que é apenas de aparato. O arquiteto utilizou também aqui a gramática neoclássica, então em voga em Macau, e que era símbolo de dignidade das construções, vincando sobretudo os frontões triangulares das janelas e das varandas do andar superior. Na decoração do interior, igualmente neoclássica, destacam‐se a escadaria e o salão nobre.

Ana Tostões

Loading…