Tribunal

Tribunal

Diu, Guzerate, Índia

Equipamentos e infraestruturas

O Tribunal da Comarca de Diu funcionou no antigo Convento de São Paulo até à reconstrução da casa de Luiz José, próxima da Alfândega, em 1866. Desde então, esse edifício passou a albergar os Paços da Câmara, a Conservatória e o Tribunal. Em data incerta dos inícios do século XX, o Tribunal foi transferido para novo local, na Rua do Conde de Torres Novas. Ali esteve até 1961, numa estrutura de aparência residencial defronte de um pequeno largo. O edifício, de forma retangular, apresenta a fachada principal no topo nascente, voltado para o largo nascente. Por aí se acede ao primeiro piso sobre elevado através de uma escadaria. Nova escada conduz ao piso superior, onde funcionavam os gabinetes do magistrado e do procurador. Na fachada norte, contígua à rua, rasgam‑se diversas janelas de sacada, não existindo qualquer porta. Uma fotografia de 1955 revelavárias diferenças face ao edifício atual, nomeadamente a supressão da platibanda e o redesenhar das caixilharias. No lado poente existe uma pequena cisterna, presentemente atulhada de lixo. A construção tem uma abordagem semelhante aos edifícios públicos que se construíam em Goa, com muitas afinidades com a arquitetura doméstica.

Alice Santiago Faria

Loading…