Prisão

Prisão

Salé, Norte de África, Marrocos

Equipamentos e infraestruturas

Esta cidade foi um dos principais centros de corso da costa do Atlântico Norte a partir do século XVII. Até 1682, um enorme número de cativos esperava aí, muitas vezes por longos anos, a sua remissão. Estando a cidade tão perto da costa portuguesa e frequentando os portugueses a costa marroquina, para alcançar as praças portuguesas ou para se dirigirem para sul, não admira que muitos fossem capturados pelos corsários de Salé.
Até 1682 (Meknès), quando o xerife se tornou o único responsável pelos cativos apresados, as informações disponíveis mostram como eram deploráveis as condições de aprisionamento, incluindo, claro, as dos cativos portugueses. Segundo as fontes, muitos destes cativos eram encerrados em poços, que se enchiam de água e eram adaptados a prisões. No atual estado da investigação, conhecem‐se alguns destes locais e há notícias de algumas inscrições de pranto, embora ainda se ignore se dizem respeito a presos portugueses.

Loading…