Bairro Português

Bairro Português

Meknès, Norte de África, Marrocos

Habitação

Esta cidade marroquina nunca esteve submetida a Portugal. Todavia, desde 1682, por ordem dos xarifes, todos os cativos capturados em Marrocos pertenciam ao soberano. Entretanto, todas as fontes apontam para que um dos maiores grupos de cativos tenha sido de nacionalidade portuguesa. Em 1709, seriam cerca de duzentos e, em 1723, ainda atingiam os cento e noventa indivíduos. Só os espanhóis, com quatrocentos e duzentos, respectivamente, ultrapassavam os nacionais. Os estudos mais recentes mostram que cada nação de cativos, em Meknès, ocupava um bairro, ou parte dele, dirigido por um mordomo, em articulação com o caid, e tinha um hospital, normalmente assistido por um médico com o apoio de padres que viviam na cidade.
Destas estruturas, nomeadamente o local em que viviam os portugueses, incluindo as casas, o hospital e o local de culto, que certamente existiria, nada se conhece. Sabe‐se ainda que, em 1692, os cativos desta cidade foram transferidos para o bairro judeu, ou perto dele, e, posteriormente, para junto da mesquita chamada de Ez‐Zaytuna (Salé).

Loading…