Casa da Feitoria

Casa da Feitoria

Massa [Meça, Meças, Massas], Norte de África, Marrocos

Equipamentos e infraestruturas

O lugar de Massa, a Sul de Agadir, nunca foi ocupado pelos portugueses, embora estes tivessem tido durante algum tempo o seu senhorio.
De facto, em 11 de janeiro de 1497, D. Manuel I estabelece uma aliança com os habitantes de Massa, que reconhecem o rei de Portugal como seu senhor. Em troca de proteção, contra castelhanos e o reino de Marraquexe, simbolizada no pagamento de dois cavalos por ano, autorizariam Portugal a construir uma fortaleza, na qual poderiam instalar uma feitoria. Enquanto esta não fosse construída, entregariam quinze reféns.
Esta ligação insere‐se na rivalidade entre Portugal e Castela pelo controle da costa africana, nos anos que se seguiram ao Tratado das Alcáçovas e de Tordesilhas e às atitudes agressivas do Adelantado das Canárias, que chegou a ocupar Agadir.
Uns anos depois, em 6 de julho de 1510, num documento assinado por vários habitantes de Massa e dirigido ao rei de Portugal, estes rejubilam com a notícia do envio, pelo monarca, de uma guarnição de cinquenta cavaleiros para defender a feitoria portuguesa (que nunca terá chegado), e, para dar mais garantias de segurança ao rei, trazem‐lhe as chaves de uma casa, para ser instalada uma nova feitoria, já que a fortaleza ainda não existia.
Conhece‐se mal a evolução da presença portuguesa em Meças, mas é seguro que, em 1541, os novos xarifes de Suz, que já havia tomado Marraquexe em 1524, conquistaram definitivamente toda a região da cidade de Agadir.
Sabe‐se também pouco acerca da estrutura da casa da feitoria que os portugueses terão tido na cidade e desconhece‐se se dela ainda restam vestígios. Todavia, o site da embaixada de Portugal em Marrocos, em 2010, confirma a existência de "estruturas incertas" em Meças, possivelmente de origem portuguesa.

Loading…