Igreja de Santana (Inhaí)

Igreja de Santana (Inhaí)

Diamantina, Minas Gerais, Brasil

Arquitetura religiosa

Erguido à margem do Rio Caeté‐Mirim, Santana de Inhaí foi um dos primeiros povoados surgidos em consequência da exploração do diamante na região. Situada no centro de espaçosa praça, a igreja é cercada por um pequeno cemitério ajardinado, fechado por mureta de alvenaria. Construída em adobes, com cunhais em madeira, possui telhado em duas águas arrematado por beirais em cachorros. A fachada compõe‐se de uma porta ampla com verga reta e almofadada, duas janelas rasgadas no nível do coro, empena com óculo quadrilobado e torre única central. O que esta igreja possui de notável é a decoração dos forros da capela‐mor e da nave. Trata‐se de densas perspectivas arquitetónicas, pintadas em grisalha com realces de vermelho rosado (guirlandas) e marrom. Estas pinturas foram executadas presumivelmente no final do século XVIII e são atribuídas ao guarda‐mor José Soares de Araújo. A igreja foi classificada pelo IPHAN em 1952.

Loading…