Aljube ou Antiga Cadeia Eclesiástica

Aljube ou Antiga Cadeia Eclesiástica

Olinda, Pernambuco, Brasil

Equipamentos e infraestruturas

O bispo de Olinda, D. Francisco Xavier Aranha (1754‐1771), diante da necessidade de prover Pernambuco de uma prisão eclesiástica, na sua gestão edificou um belo prédio na cidade de Olinda para tal fim. A construção foi começada no ano de 1764. Em dois pavimentos, o mais alto se deixou para duas celas destinadas aos sacerdotes e no térreo se construíram duas salas para presos comuns, vinculados a crimes contra a religião. Em 1864, bastante arruinado, o prédio foi transformado em cadeia pública da cidade. É uma edificação de boa composição arquitetónica, com forte influência daquelas integrantes do barroco do Norte de Portugal. A construção, em pedra e cal, tem o brasão do bispo na sua fachada voltada para a rua. Em 1966, restaurado pelo governo federal, passou a abrigar o Museu de Arte Contemporânea, enriquecido com doação da coleção do jornalista Assis Chateaubriand. O Aljube é um edifício raro no Brasil, destinado a padres condenados, feiticeiros e bruxos.

José Luiz Mota Menezes

Loading…