Marechal Deodoro

Lat: -9.718013999933600, Long: -35.902198999923000

Marechal Deodoro

Alagoas, Brasil

Enquadramento Histórico e Urbanismo

O primeiro núcleo urbano da cidade de Marechal Deodoro surgiu em fins do século XVI, instalado às margens da Lagoa Manguaba (antiga Lagoa do Sul). O povoado foi elevado à categoria de vila em 1636, sob a evocação de Santa Maria Madalena da Alagoa do Sul, cujas imediações apresentavam extensas áreas destinadas à agricultura e ao cultivo da cana‐de‐açúcar desenvolvido por cerca de cinco engenhos, sendo o de Gabriel Soares frequentemente citado nos relatos seiscentistas. Na época do domínio holandês no Brasil, a vila foi alvo de constantes ataques, tendo sido incendiada em 1633 sob o comando de Domingos Fernandes Calabar, acarretando a destruição da Igreja Matriz. Após a sua elevação à condição de comarca, em 1771, ocorreu o seu desmembramento de Pernambuco, quando recebe autonomia político‐administrativa e passa a ser capital da província de Alagoas por ato régio decretado por D. João VI, em 16 de setembro de 1822. Neste mesmo ano, é elevada à categoria de cidade, tornando‐se capital da província sob o governo de Sebastião Francisco de Melo Póvoas que, em 1839, diante do retrocesso económico da cidade, transfere a sede do governo para Maceió, povoado litorâneo que possuía porto marítimo e comércio florescente. Em 1939 passou a ser denominada município de Marechal Deodoro, em homenagem ao proclamador da República do Brasil, filho da terra. Em 17 de agosto de 2006, o perímetro do núcleo antigo da Marechal Deodoro foi reconhecido como cidade‐monumento pelo IPHAN.

Roseline Oliveira Machado

Arquitetura religiosa

Loading…