Lagos

Lat: 6.451502777777800, Long: 3.394805555555600

Lagos

Nigéria, Nigéria

Enquadramento Histórico e Urbanismo

A influência da arquitetura residencial colonial de matriz portuguesa fez‐se sentir tanto em Porto Novo, no Benim, como em Lagos, cidade costeira na vizinha Nigéria, e noutras povoações da sua região envolvente, durante os séculos XVII‐XVIII. No século seguinte, foi até reforçada pela ação construtiva da importante comunidade de proveniência brasileira e ascendência africana que ali se fixou na fase pós‐escravatura. Esta comunidade prolongou a edificação dos modelos de habitação de origem portuguesa, modernizando‐os e imprimindo‐lhe características urbanas da mesma origem. Estas formas podem reconhecer‐se, por exemplo, numa planta da área central de Lagos, de 1887, onde se observa um característico núcleo de bairro que, pelo desenho do seu sistema viário, parece estruturante de toda a área envolvente. Este bairro, de forma linear e constituído essencialmente por duas ruas paralelas e um largo que as articula (ao modo das pequenas urbes lineares de matriz portuguesa), é o setor urbano que o documento designa por Portuguese town, e situa‐se relativamente perto da costa. Nomeando as duas ruas e o largo mencionado, Cunha afirma: "A arquitectura brasileira em pouco tempo conquistou Lagos. O bairro brasileiro, centrado em Campos Square, Bamgboshe Street e Tokunboh Street, foi completamente edificado neste estilo. Alguns negociantes ricos, como João Ângelo Campos e Joaquim Devodê Branco, entre outros, construíram belas casas. Tal foi o prestígio deste novo estilo, que o rico comerciante saro Josiah Henry Doherty mandou construir para si próprio ‘uma mansão magnífica na esquina de Bamgboshe Street e Campos Square’ (...) (Lagos Standard, 31.03.1897)".

Arquitetura religiosa

Habitação

Loading…